Onde está o Aedes?

nível de
atenção

Dúvidas mais frequentes

FAQ do Aedes aegypti

 

1.                  O que eu faço se encontrar o Aedes aegypti, mosquito da dengue, zika e chikungunya, na minha casa?

O mosquito está presente praticamente todos os bairros da cidade. Para que ele não apareça, você deve eliminar toda água parada do local, colocar tela milimétrica nos ralos do esgoto pluvial e fazer a limpeza das calhas. Lembre-se: Presença de mosquito é sinal de água parada. Se encontrar larvas em algum recipiente, retire a água, esfregue o recipiente com uma esponja e mantenha-o seco e ao abrigo da chuva.

 

2.                  O que são larvas?

O mosquito da dengue tem uma fase de vida aquática, isto é, que precisa de água para o seu desenvolvimento, passando por ovo, larva e pupa. A larva tem tamanho que varia de dois a seis milímetros, é ativa (movimenta-se na água) e é fácil de ser visualizada. A fase larva dura cinco a seis dias. Depois, é a fase pupa (mais dois dias). Depois desses dias, o mosquito já é adulto, como conhecemos.

 

3.                  Como se mata a larva do mosquito?

As larvas morrem quando estão em ambiente sem água. Assim, um recipiente que tenha larvas tem água. Basta virar a água no chão (NÃO NO RALO OU NO VASO SANITÁRIO), onde tenha terra ou grama. Depois de virado o recipiente, é preciso limpá-lo. Passe esponja (para soltar ovos do mosquito que estejam grudados nas paredes do recipiente) e mantenha-o seco.

 

4.                  Como posso identificar o Aedes aegypti?

Lembre-se: o mosquito da dengue está amplamente disseminado na cidade. É um mosquito escuro, com linhas brancas nas patas. Tem hábitos diurnos e é domiciliado. A fêmea pica normalmente no início da manhã e final da tarde. As fêmeas picam pessoas porque precisam de sangue humano para maturar seus ovos.

 

5.                  Fui picado por um mosquito e eu acho que era o Aedes aegypti. O que faço?

O fato de ser picado por Aedes aegypti não significa que a pessoa ficará doente – com dengue, zika ou chikungunya. Caso depois da picada você tenha sintomas compatíveis com as doenças – febre, dor articular, coceira, manchas na pele, dor atrás dos olhos, conjuntivite, vômito, diarreia, prostração, procure atendimento médico ou uma unidade de saúde.

 

6.                  Vou viajar para local com transmissão de dengue, chikungunya ou zika. Que precauções devo tomar antes e depois da viagem?

Previna-se. Para proteção individual, use repelente e, sempre que possível, roupas com manga comprida e calças. São recomendados mosqueteiros e telas mosquiteiras, além de uso de repelente elétrico (de parede). No retorno a Porto Alegre, se sentir sintomas compatíveis com as doenças, procure atendimento médico ou uma unidade de saúde. Não esqueça de referir a viagem ao profissional que o atender.

 

7.                  As piscinas são criadouros importantes para o mosquito?

Em Porto Alegre, não temos identificado as piscinas como os criadouros mais importantes para o mosquito. Normalmente, piscinas fixas com grandes volumes não são o ambiente mais propício para larvas. As condições de maior risco são quando a piscina foi esvaziada e fica com pouca água ou com água acumulada da chuva. Nesse caso, se recomenda tapar a piscina, tratar com cloro ou com sal grosso.

 

8.                  Como denunciar focos de mosquitos ou suspeita de criadouros do Aedes aegypti?

Denúncias, reclamações, pedidos de informações referentes ao Aedes aegypti para serviços da  prefeitura devem ser formalizados junto ao serviço Fala Porto Alegre, pelo telefone 156 ou internet, no site www.portoalegre.rs.gov.br (www, portoalegre ponto rs ponto com ponto br) – para locução de rádio. Sua solicitação receberá um número de protocolo. Depois de registrado o pedido, a solicitação terá o trâmite nos órgãos municipais. Por telefone o horário é das 7 às 23 horas.

 

9.                  Posso solicitar visita de agentes de combate a endemias a minha casa?

O trabalho dos agentes é organizado pela Secretaria Municipal de Saúde e se realiza ao longo do ano de forma sistemática, de acordo com critérios de prioridade de áreas vulneráveis. Não é possível agendar ou marcar horário.

 

10.               Se o agente não passou no meu edifício ou na minha casa, posso fazer alguma coisa?

As ações de controle (e eliminação do mosquito ou de seus criadouros) são de fácil execução. Você deve verificar na sua residência – nas áreas externas e internas – se existem focos de água parada (ralos, recipientes, calhas, garrafas, pneus, piscinas plásticas, lixo, etc). Lixo deve ser descartado. Os recipientes que precisam ser mantidos devem ter a água eliminada e, depois, serem limpos e secos. Assim a fêmea não conseguirá colocar ovos. Essa ação deve ser feita uma vez por semana, pois a fase aquática do mosquito, que inclui o ovo e a larva, dura de cinco a 7 dias no verão.

 

11.               Posso solicitar aplicação de inseticida na minha rua?

Não é possível. O uso de inseticidas é restrito e seu uso indiscriminado pode levar à seleção de mosquitos resistentes. Assim, por questão de segurança da própria população, o inseticida só é utilizado em situações específicas, avaliadas tecnicamente.

 

12.        Perto da minha casa tem muito lixo acumulado e um terreno baldio. Posso pedir para a Saúde retirar o material?

A Secretaria Municipal de Saúde não coleta lixo ou resíduos sólidos das ruas. Esta é uma tarefa do Departamento Municipal de Limpeza Urbana. As ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti são responsabilidade de todos os órgãos da prefeitura. Por isso a ligação para o telefone 156 é tão importante. Registre sua queixa pelo 156.

 

13.               Ao lado do meu imóvel tem um terreno baldio com foco de mosquitos. Como resolver o problema?

Para solicitar fiscalização em terreno baldio, você pode ligar para o telefone 156. Para isso, deverá ter em mãos o endereço do terreno para que a fiscalização possa fazer a visita.

 

14.               Existe um lago próximo ao meu imóvel que está proliferando o mosquito da dengue...

Lagos, valas e arroios não são constituem um ambiente favorável para o Aedes aegypti, mas pode ser para outras espécies de mosquitos. Essas espécies não são transmissoras da dengue.

 

15.               Existe uma casa abandonada na minha rua de onde estão vindo Aedes aegypti

Para vistoria em imóvel abandonado, você poderá solicitar fiscalização através do telefone 156, informando ao atendente o endereço exato do imóvel.

 

16.               Meu vizinho possui entulhos no seu pátio, que acumulam água. Posso denunciá-lo?

Você pode fazer denúncias de locais com água parada ligando para o telefone 156, informando o endereço correto desses locais com água parada.

 

17.               Tenho encontrado o mosquito da dengue no meu imóvel, coloco inseticida mas não está adiantando...

O uso de inseticidas deve ser restrito ao controle da transmissão de doenças. Para segurança da população, deve-se fazer uso de repelentes corporais ou elétricos e colocar telas milimétricas em portas e janelas, impedindo a entrada do mosquito.